O homem apontado como assassino do soldado Augusto Herbert Félix, de 27 anos, também é suspeito de ter cometido um latrocínio após a morte do policial na manhã desta sexta-feira (12), em Fortaleza. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na rota de fuga, o suspeito assaltou uma mercearia do Bairro Jardim Iracema.

Ainda de acordo com a SSPDS, ao chegar ao local, o suspeito anunciou o roubo e empurrou um idoso identificado como pai da proprietária do estabelecimento. Após a agressão, o idoso foi assassinado com um tiro. O suspeito fugiu levando R$ 100 em uma motocicleta vermelha.

A SSPDS informou que testemunhas reconheceram o suspeito e imagens de circuito interno também reforçaram que ele é o mesmo homem suspeito de ter assassinado o policial. A polícia montou uma força-tarefa para conseguir localizá-lo.

Moto do soldado Augusto Herbert Félix; PM aguadava no semáforo fechado quando foi abordado por dois homens em uma moto roubada (Foto: Wânyffer Monteiro/TV Verdes Mares)

Primo de suspeito foi preso

Até a tarde desta sexta-feira, uma pessoa foi presa durante as buscas. Trata-se do primo do segundo envolvido no assassinato do soldado, que foi morto na troca de tiros com PM. Ele foi encontrado nas proximidades da residência do primo e preso porque estava com uma tornozeleira eletrônica quebrada.

Morte do policial

O policial militar do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) Augusto Herbert Félix, de 27 anos, foi assassinado com nove tiros no Bairro Pici, em Fortaleza. Segundo a PM, ele não estava em serviço e foi vítima de uma tentativa de assalto.

De acordo com o comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Francisco Souto, o policial trafegava de moto pela Rua Santo Amaro e aguardava no semáforo fechado. Duas pessoas, também em uma moto, o abordaram e anunciaram o assalto.

O comandante do CPC disse que o soldado do Raio reagiu e atingiu um assaltante no pescoço. O homem, que não teve a identidade repassada pela polícia, morreu no local. Um segundo suspeito, que também estava armado, disparou contra o PM, que morreu no local. O suspeito fugiu e é procurado pela polícia.

O soldado, que estava na PM há seis anos, não estava trabalhando no momento do crime, de acordo com o coronel Souto. "Ele ia entrar no serviço pela tarde. Recebemos determinação expressa do nosso secretário para que enviássemos todos os nossos esforços", acrescentou o comandante do CPC.

A moto vermelha utilizada pelos dois suspeitos, conforme a polícia, foi roubada no último sábado (6) no Bairro Bonsucesso.

Fonte: G1 CE /